Fernando Luis Medina Mantelatto

Formado em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1988), mestrado (1991) e doutorado (1995) em Ciências Biológicas (Zoologia) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, e Pós-Doutorado pela University of Louisiana at Lafayette, EUA (2002). Docente da Universidade de São Paulo desde 1993, onde realizou Livre-Docência (2003) e exerce o cargo de Professor Titular (desde 2010). Tem experiência na área de Zoologia, Ecologia e Biologia Marinha, com ênfase em Morfologia, Sistemática e Ecologia dos Grupos Recentes, atuando especificamente nos temas voltados aos crustáceos decápodes marinhos e de água doce.

Área de Pesquisa:

Nosso objetivo principal diz respeito ao estudo dos crustáceos decápodos (siris, caranguejos, ermitões e camarões) da costa do Estado de São Paulo, enfocando aspectos da biologia e da ecologia. Particularmente, temos estudado a fauna da região de Ubatuba por tratar-se de uma área de transição faunísitica associada à elevada abundância de juvenis e indivíduos aptos à reprodução. Neste aspecto os esforços têm se concentrado no estudo da biodiversidade, da biologia reprodutiva (fecundidade, ciclos gonadal e de muda), da dinâmica populational (frequência de tamanho, razão sexual, abundância sazonal), do crescimento relativo (dimorfismo sexual e maturidade morfológica) e da sistemática morfológica e molecular. No presente momento, junto com meus estudantes estamos investigando estes caracteres, associado à utilização e à seleção de conchas pelos ermitões no ambiente natural e em laboratório. Em colaboração com Darryl L. Felder, como professor visitante na University of Louisiana at Lafayette – USA durante 2001/2002, venho estudando o status da taxocenose dos caranguejos portunídeos, procurando por divergências filogenéticas entre as espécies, e comparando populações regionais por meio de análise molecular.