Marcos Camara de Castro

MARCOS CÂMARA DE CASTRO é escritor, compositor e Professor Associado do Departamento de Música da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da SP de Ribeirão Preto (SP), responsável pelas disciplinas de Educação Musical, Canto Coral e Etnomusicologia. Graduado em composição pela ECA/USP (1983), teve como professores Olivier Toni, Willy Corrêa de Oliveira, Gilberto Mendes, Caio Pagano e Silvio Crespo. Cursou como Auditeur-Libre, as classes de Harmonia, Contraponto, Análise e Composição Musical de Michel Philippot, no Conservatório Nacional Superior de Música de Paris, como bolsista de Aperfeiçoamento do CNPq (1988-1990). Tem mestrado (2001) e doutorado (2007), ambos sob a orinetação de Mario Ficarelli, sobre o compositor mineiro Fructuoso Vianna (1896-1976), trabalho que inclui a compilação de seu acervo, doado à ECA/USP por sua filha Guigui, e revisão e edição musicológica de sua obra completa. Na área de canto coral, já regeu inúmeros grupos corais no país e no exterior, vem revisando criticamente a bibliografia e editando o Cancioneiro Coral Brasileiro. De 2008 a 2012, criou e coordenou a Orquestra Universitária: ação e reflexão na prática orquestral, que se inseriu no Laboratório de Ciências da Performance do DM/FFCLRP. É credenciado no programa de Pós-Graduação em Música da ECA/USP, em que ministra a disciplina Etnografia da música erudita contemporânea: criação, circulação, recepção e apropriação. Em 2012, foi corresponsável pela disciplina FLS 5235 ? Antropologia e música: leituras e escutas, do Programa de Pós-Graduação da FFLCH/USP. Realizou estágio de pesquisa, no ano letivo 2012-2013, com bolsa BPE/FAPESP, como pós-doutorado na Universidade de Lorena, Nancy (França), sobre História Cultural/Música, com o projeto Au coeur des choeurs sont toujours possibles les transferts, sob a supervisão de Didier Francfort, num trabalho de Universidade Popular, cuja ação principal foi o Atelier de Chant na capela do castelo de Lunéville (Château des Lumières). Suas composições vêm sendo apresentadas no país e no exterior e, como pesquisador, vem publicando, organizando e participando de eventos científicos sobre sua principal linha de pesquisa: Música, Sociedade e Educação. É líder do grupo de pesquisa CNPq Estramuse: estudos transdisciplinares em música, sociedade, educação. Desde 2015, é editor-chefe da Revista da Tulha - revista acadêmica de música do Núcleo de Pesquisa em Ciências da Performance do Departamento de Música da FFCLRP/USP. Desde 2016, é pesquisador associado no projeto temático FAPESP 2016/05318-7, O Musicar Local ? novas trilhas para a etnomusicologia. Coordenadora: Suzel Reily (UNICAMP); Pesquisadoras Principais: Flavia Camargo Toni (USP), Rose Satiko Gitirana Hikiji (USP). Instituições Sede: Instituto de Artes (Música) - Unicamp; Departamento de Antropologia - USP e Instituto de Estudos Brasileiros - USP. Este projeto visa reconhecer a diversidade das formas de engajamento musical ? ou do musicar ? em localidades diversas. É autor dos livros: Fructuoso Vianna, orquestrador do piano. Rio de Janeiro, ABM Editorial, 2013 e Os lugares e as cores do tempo: música, sociedade, educação. São Paulo, Editora Pharos, Nap-Cipem USP, 2015 Vol. IV.

Área de Pesquisa:

1. Literatura Coral: bibliografia e cancioneiro (desde 2008)

Objetivos: levantamento bibliográfico, com atualização permanente, de livros, teses e artigos acadêmicos (e de divulgação) publicados no país. Resenhar criticamente a bibliografia sobre direção coral, levantando seus principais enfoques e abordagens e apontando as necessidades de tradução e edição de obras estrangeiras referenciais. Atualizar periodicamente o "Cancioneiro Coral Brasileiro", editado criticamente, digitalizado em editor de música Finale, com partituras brasileiras de cânones e obras corais de duas a 4 vozes, referenciais para a prática coral nas escolas públicas e privadas e nos corais amadores, por regentes e coralistas. Este cancioneiro tem como objetivo fornecer material didático para a prática do canto coral na rede escolar e na atividade coral amadora, fornecendo material pronto para a performance, revisado e editorado. Até hoje, o repertório coral é acessível através de cópias de originais, cópias de cópias, manuscritos quase ilegíveis e edições esgotadas. Este cancioneiro, servirá de material didático para as aulas de canto coral e regência coral, no ambiente STOA do curso do Prof. Responsável pelo Projeto, trazendo os créditos dos apoios das Pró-Reitorias de Graduação (Projeto Ensinar com Pesquisa) e de Cultura e Extensão (Aprender com Cultura e Extensão) e demais apoios que venham a surgir.

2. Orquestra Universitária (desde 2008)

Objetivos: o principal resultado esperado é a consolidação da OU como uma organização musical, formada por músicos amadores e estudantes, para pesquisa de repertório, criação musical e pesquisa etnográfica e sociológica da formação sinfônica, atendendo assim à demanda do Departamento de Música nas áreas de regência e canto coral do DM/FFCLRP. Outro benefício subjacente à criação da Orquestra Universitária/USP-RP é tornar-se um celeiro potencial de candidatos para o vestibular do Departamento de Música de Ribeirão Preto, ao despertar vocações e aproximá-los do meio acadêmico, através de monitorias dos alunos do DM e de bolsas Pré-IC. Estes estudos devem ocorrer e ser divulgados na forma de artigos científicos, workshops e apresentações de trabalhos em eventos científicos. A OU visa elevar o nível técnico da prática amadora dos instrumentistas e incentivar a participação de músicos amadores e estudantes não ligados ao Departamento de Música: alunos de Direito, Medicina, Economia, Psicologia e de outras Unidades, "aproveitando a última chance de tocar numa orquestra antes de entrarem em tempo integral nas suas profissões" (HARTKE, 1985, p. 8.).

3. Fructuoso Vianna, orquestrador do piano (desde 1998)

A partir da doação do acervo FV à Biblioteca da ECA, realizado em 1998, pela filha do compositor Maria Guilhermina Vianna, por intermédio do autor, busca-se aprofundar e reunir a pesquisa sobre sua obra do ponto de vista histórico e etnomusicológico, além do trabalho de edição crítica de sua obra completa, para fins de estudo, performance e divulgação. Este projeto prevê a gravação integral de sua obra e a criação de um produto multimídia que conterá arquivos de áudio, partituras, imagens, textos etc e aguarda a publicação de todo o material produzido.