Conteúdos

1. Entrevista de triagem para atendimento em orientação profissional;

- identificação da necessidade da clientela que busca o serviço

- prognóstico e diagnóstico de orientabilidade.

2. Os temas centrais em orientação profissional: auto conhecimento, escolha, vestibular, informações sobre as profissões, ansiedade, mundo do trabalho, globalização, emprego/desemprego.

3. O processo de atendimento em grupal: planejamento, intervenção e avaliação.

4. A comunicação grupal, segundo e Esquema Conceitual Referencial, Operativo - ECRO de Enrique Pichón-Rivière: os papéis de integrante, observador e coordenador.

5. A adequação das técnicas e instrumentos utilizados em cada intervenção

6. A resolutividade da orientação profissional.

Métodos Utilizados

1. Leitura e discussão de textos.

2. Vivência em processo grupal dos papéis de integrante, observador e coordenador.

3. Estudo dos atendimentos grupais, visando a compreensão com base no referencial teórico da área.

4. Realização de atendimento em grupo com a finalidade de Orientação Profissional. O atendimento será desenvolvido por uma dupla de alunos, com um grupo de 4 a 16 clientes (crédito-trabalho).

5. Supervisão semanal dos atendimentos.

Atividades

- Atendimento em grupo

- Relatório, Planejamento de sessões, Interpretação de testes e de Registros das técnicas.

Avaliação

Formação teórica: Desempenho do aluno no atendimento, refletindo seu conhecimento de princípios técnicos e teóricos que fundamentem sua forma de atuação. Avaliação individual, registrada a partir de participação argumentada, consciente e definida por conhecimentos adquiridos por meio de leituras e discussões. Esta avaliação se realiza no decorrer de todo o semestre letivo e compreende a participação efetiva observada por meio de:

- domínio do conteúdo (embasamento teórico, coerência e consistência das colocações)

- busca de informação (ampliação de fontes informativas, necessidade de buscar novos conhecimentos, interesse)

- capacidade de argumentação (assimilação de conhecimentos, capacidade de utilização dos mesmos de forma crítica)

Formação prática: Avaliação de cada aluno individualmente. Os aspectos a serem considerados dizem respeito à conduta responsável dos atendimentos aprrendida por meio de:

- Compromisso com o exercício das atividades (presença nas supervisões, disponibilidade para discutir, participação em discussões que não dizem respeito ao atendimento próprio, mas envolvam seus colegas, desejo de contribuir e colaborar fazendo indagações, propondo reflexão).

- Conduta responsável com o cliente (respeito à situação de cada cliente, cumprimento dos horários, não cancelando atendimentos sem justa causa, zelando por todo o material referente ao cliente).

- Conduta responsável com os recursos materiais do CPA, da docente e dos colegas

- Relatórios dos trabalhos realizados (transparecendo um exercício efetivo de reflexão sobre a atuação).

Formação Ética: avaliação de cada aluno na observância dos preceitos do Código de Ética Profissional.

Recuperação

Não será oferecida recuperação devido ao caráter prático da disciplina, exigindo a realização de atividades de atendimento durante todo o período.

Bibliografia

ANTUNES, R. (1998). Adeus ao trabalho?: ensaio sobre as metamorfoses e a centralidade do mundo do trabalho, 5 ed., São Paulo: Cortez, Campinas, SP. Editora da Unicamp.

ACHTNICH, M. (1991) BBT, teste de fotos de profissão: método projetivo para a clarificação da inclinação profissional. Trad. José Ferreira Filho, supervisão técnica por André Jacquemin e Sônia Regina Pasian. São Paulo: CETTEPP.

BOCK, A. M. B. e outros (1995). A escolha profissional em questão. São Paulo: Casa do Psicólogo.

BOHOSLAVSKY, R. (1971). Orientação Vocacional. - A estratégia clínica - tradução de José Maria V. Bojart - Martins Fontes, SP.

CARVALHO, M.M.M.Y (1995). Orientação profissional em Grupo: teoria e técnica. Campinas: Editorial Psy.

FERRETTI, C.J. (1992) Uma nova proposta em orientação profissional. São Paulo, Cortez.

LUCHIARI, D. H. P. S. (1993). Pensando e vivendo a orientação profissional. São Paulo: Summus.

MÜLLER, M. (1988) Orientação Vocacional: contribuições clínicas. Trad. Margot Fetzner. Porto Alegre: Artes Médicas.

PELLETIER, D.; BUJOLD, C.; NOISEAUX, G. (1977). Desenvolvimento vocacional e crescimento pessoal. Trad. Ephraim Ferreira Alves. Petrópolis: Vozes.

PICHON-RIVIÈRE, E. (1994). O processo grupal. Trad. Marco Aurélio Fernandes Velloso; ver. Monica Stahel, 5ª ed. São Paulo: Martins Fontes.

QUIROGA, AP. de (1994). Enfoques y perspectivas en psicologia social. Buenos Aires: Ediciones Cinco.

WHITAKER, D. (1997) Escolha da carreira e globalização. São Paulo: Moderna.

ZIMERMAN, D.E.; OSÓRIO, L.C. e col. (1997). Como trabalhamos com grupo? Porto Alegre: Artes Médicas

Grupo de Orientação Profissional

Código5940145
DepartamentoPsicologia e Educação
Palavra-chaveGrupo de Orientação Profissional

Sobre a Disciplina
ModalidadePsicólogo
NaturezaOptativa Eletiva
Regime de oferecimentosemestral
Semestre9o semestre
Créditos6
Período 26/2/2007 a 30/6/2007
Vagas8 vagas
Material DidáticoVerificar em Downloads

Horários da Disciplina
DiaSegunda-feira
Início08:00h
Término12:00h
LocalBloco 13 - Sala 08 (Dinâmica de Grupo)
BlocoHumanas e Biológicas

Pré-requisitos

5940017 - Orientacão Profissional I - Departamento de Psicologia e Educação
5940017 - Orientacão Profissional I - Departamento de Psicologia e Educação